Portuguese

Olhar para a Igualdade: 27 de maio de 2019

Eu não escolhi minha identidade de gênero. Eu não acordei uma manhã e decidi ser quem eu sou. Quem sou eu, tem sido uma jornada longa e traiçoeira. Uma jornada com momentos de alegria, mas muitos mais momentos de mágoa e dor ". 

~ Emanuela, integrante da campanha Vozes do Quênia para promover a conscientização, apesar da decisão da Suprema Corte de continuar a criminalizar a intimidade entre pessoas do mesmo sexo. 

Olhar para a Igualdade: 22 de fevereiro de 2019


"Não estamos exigindo nada demais. Apenas queremos ter a chance de começar nossas vidas na mesma linha de partida.”

~ Kenji Aiba e seu parceiro Ken Kozumi falando durante uma coletiva de imprensa em Tóquio onde eles, junto com mais outros 12 casais, anunciaram que entraram na justiça com uma ação contra o governo japonês pedindo o reconhecimento do direito ao casamento.

Olhar para a Igualdade: 11 de dezembro de 2018

“Há apenas uma raça no mundo, a raça humana. E se há apenas uma raça, a raça humana, todos os humanos têm direito aos mesmos direitos. É uma coisa fundamental, simples, fácil de aceitar quando se é um ser humano pensante, mas é claro que a sensatez não é tão comum assim.”

Margarette May Macaulay, Presidente da Comissão Interamericana de Direitos Humanos

Olhar para a Igualdade: 14 de novembro de 2018

"Me senti impotente, me senti sem esperança, e fiz algumas perguntas muito difíceis a mim mesma: estou fazendo tudo que posso como defensora? O trabalho que venho fazendo de fato tem um impacto e será que vale a pena?"

~ Maureen Luba, Assessora Regional de Advocacy para a África da AVAC, em discurso na Conferência de Pesquisas para Prevenir o HIV de 2018

Olhar para a Igualdade: 9 de outubro de 2018

"Um número demasiado de vítimas carece de reconhecimento, reparação ou justiça. Um número demasiado de perpetradores está livre para atacar de novo, sequer se importando com a perspectiva do estado de direito."

~ Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, sobre a necessidade da coleta rigorosa de dados sobre crimes de ódio.

Olhar para a Igualdade: 18 de maio de 2018

"Apesar das nossas realizações e contribuições para a Índia em vários campos, a nós está sendo negado o direito à sexualidade, o mais básico e inerente dos direitos fundamentais."


~ Empresária Ayesha Kapur, dançarino Navtej Singh Johar, jornalista Sunil Mehra, dona de restaurante e personalidade da TV Ritu Dalmia, e historiador Aman Nathin, em sua petição conjunta contra a Seção 377 do Código Penal indiano que criminaliza a homossexualidade.